fbpx

Vacinas na prevenção de doenças

vacinas

O desenvolvimento das vacinas foi um marco importante na história da medicina. Sua função é, sobretudo, proteger o organismo contra determinadas doenças infecciosas. A primeira vacina foi desenvolvida no século XVIII pelo médico inglês Edward Jenner contra a varíola, doença com alta taxa de mortalidade na época. Nesse sentido, o desenvolvimento subsequente de vacinas contra outras doenças foi tão eficiente que erradicou algumas infecções como, por exemplo, a varíola e a poliomielite. Além disso, a aplicação das vacinas modificou o ranking das causas de óbitos a partir da era industrial. Por isso, as mortes por doenças crônicas, como doenças cardiovasculares e cânceres, superam até hoje as mortes por causas infecciosas.

 

Como funcionam?

 

As vacinas desenvolvem a imunidade de forma ativa ou passiva:

– Na imunização ativa, a vacina contém os próprios agentes causadores das doenças, de forma inativa ou atenuada, ou ainda as substâncias produzidas por esses agentes. Assim, o sistema imunológico reage produzindo anticorpos e células de memória.  Desse modo, caso haja contato com o agente da infecção, o organismo responderá de forma rápida para seu combate, evitando o desenvolvimento da doença.

– Na imunização passiva, no entanto, a vacina já traz os anticorpos prontos.

 

Veja também:

 

As vacinas têm efeitos colaterais? Sim, eles podem ocorrer. Os mais comuns são, principalmente, febre, indisposição, inchaço, vermelhidão e dor no local. Tendem a ser leves e limitados, de 2 a 3 dias após as vacinas. Efeitos colaterais graves também existem, mas são muito raros.

 

Veganismo e vacinas

 

Esse tema pode gerar polêmica para algumas pessoas adeptas ao veganismo. Isso porque o desenvolvimento e produção de vacinas, até o momento, se deu com testes em animais e/ou pode usar produtos de origem animal, como o ovo. Contudo, no momento, não há outra alternativa de vacinação. Lembramos que, por definição, o veganismo é vivido na medida do possível e praticável. Portanto, ressaltamos a importância da aderência a todo calendário vacinal.

tabela vacina

As vacinas têm importância individual, familiar e populacional. Qualquer indivíduo doente tem afetada sua qualidade de vida no mínimo por um período de tempo. Em alguns casos, o período pode ser maior, tornando o problema crônico ou até com sequelas para o resto da vida. Todas as famílias são impactadas quando há em casa um ente doente. São necessárias mudanças na rotina, cuidados especiais, despesas com medicações, ausências no trabalho, estresse emocional, dentre outras coisas.  O impacto populacional das vacinas, no entanto, chega a ser de difícil mensuração. Quanto maior o número de pessoas vacinadas, menor a incidência de doenças, melhor a qualidade de vida, melhor a produtividade da população economicamente ativa, menores as despesas no setor privado ou público com saúde.

 

O calendário vacinal exibido acima é elaborado para crianças saudáveis. Pacientes prematuros, com deficiência de imunidade ou portadores de algumas doenças crônicas podem necessitar de ajustes do esquema. Consulte sempre um profissional.

SOBRE

A Clínica Vida Vegana nasceu do sonho da Dra. Gleyce Cobra de levar para o consultório de pediatria geral o diferencial de atender com respeito, acolhimento e embasamento técnico-científico famílias já adeptas ou em transição para uma alimentação vegetariana.

POSTS RECENTES

REDES SOCIAIS

Contato

WhatsApp chat