fbpx

Complicações no Inverno: Bronquiolite

A bronquiolite é uma infecção causada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR) que compromete as vias aéreas e afeta os bronquíolos, as pequenas estruturas que transportam o ar no pulmão.

A doença acomete crianças até os dois anos, mas é mais comum em bebês no primeiro ano de vida. Sua transmissão é feita pelo ar e contato com pessoas que tem o vírus.  por isso, exige atenção redobrada quando a criança frequenta creches ou outros espaços com grande fluxo de pessoas. O contato direto com quem tem o vírus também leva à contaminação. A recomendação é sempre lavar bem as mãos antes de manusear os alimentos que a criança irá ingerir e manter o bebê de repouso, em casa, caso o diagnóstico seja confirmado. 

No início, a doença pode ser confundida com um resfriado comum: os sintomas são obstrução nasal, febre baixa, coriza e tosse. No entanto, as complicações podem ser graves e até levar à hospitalização. Caso perceba cianose (arroxeamento dos lábios e extremidades), sonolência, gemência e pausas respiratórias, é essencial levar a criança ao médico para avaliação.

Não há uma medicação específica para o VSR; o tratamento é sempre de suporte, para aliviar os sintomas e facilitar a recuperação. No entanto, a criança não deve tomar nenhum remédio sem prescrição médica. 

O sistema imunológico dos pequenos ainda é imaturo. Por isso, os pais não podem bobear: visite seu pediatra com frequência e garanta uma vida mais saudável para seu bebê. 

A bronquiolite é uma infecção causada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR) que compromete as vias aéreas e afeta os bronquíolos, as pequenas estruturas que transportam o ar no pulmão. 

A doença acomete crianças até os dois anos, mas é mais comum em bebês no primeiro ano de vida. Sua transmissão é feita pelo ar e contato com pessoas que tem o vírus.  Portanto é necessária atenção redobrada quando a criança frequenta creches ou outros espaços com grande fluxo de pessoas. A recomendação é sempre higienizar as mãos (água e sabão ou álcool gel) antes do ter contato com a criança. 

No início, a doença pode ser confundida com um resfriado comum. Os sintomas são obstrução nasal, febre baixa, coriza e tosse, que progride para um cansaço. É essencial levar a criança ao médico para avaliação. Se o bebê tiver arroxeamento dos lábios e extremidades, sonolência, gemência e pausas respiratórias indica bronquiolite grave com necessidade de internação.

Não há uma medicação específica para o VSR; o tratamento é sempre de suporte, para aliviar os sintomas e facilitar a recuperação. No entanto, a criança não deve tomar nenhum remédio sem prescrição médica. 

O sistema imunológico dos pequenos ainda é imaturo. Por isso, os pais não podem bobear: visite seu pediatra com frequência e garanta uma vida mais saudável para seu bebê. 

No Comments

Post A Comment

WhatsApp chat