Você tirou os produtos de origem animal do prato e agora está sentindo mais fome?  Será que isso está certo? É normal?

Esse questionamento é muito comum no consultório, quando as pessoas fazem a transição para uma alimentação vegetariana e, principalmente, vegana. Pois tem a sensação de fome com maior frequência. Mas, por que isso pode acontecer?

Uma questão de ordem prática é que a carne é um produto de difícil digestão pelo organismo. Quando a excluímos do cardápio a digestão é facilitada e o esvaziamento gástrico fica mais rápido. Você sabe o que é esvaziamento gástrico? Esse é um conceito usado para explicar o tempo que é preciso para que o estômago se “esvazie” e avise ao corpo que está pronto para receber outros alimentos.  Portanto, não podemos achar que ter a sensação de fome sempre é um problema. Em muitos casos é apenas o corpo dizendo que precisa comer mais. É preciso escutar o seu corpo! 

Ao falar de saciedade é válido entender sobre densidade calórica dos alimentos. A densidade calórica é um conceito importante para explicar a sensação de fome e vamos entender o porquê. Existe sim uma diferença quando comparamos vegetarianos e as pessoas que consomem produtos de origem animal em relação a fome e saciedade.

Densidade calórica significa a quantidade de calorias que um alimento tem por grama de peso. Então, um alimento com alta densidade calórica é aquele que, com pouco volume, já apresenta uma quantidade alta de calorias. Por outro lado, um alimento com baixa densidade calórica é aquele que precisa de um volume muito maior para atingir o mesmo número de calorias. 

E veja que interessante, os alimentos integrais geralmente têm densidade calórica muito menor e maior densidade de nutrientes, o que significa que eles têm menos caloria e mais nutrientes a cada grama do alimento. Enquanto carnes, laticínios e produtos refinados têm uma densidade calórica muito maior e menor densidade de nutrientes, isto é, mais calorias e menos nutrientes no alimento.

Vamos pensar juntos? Basicamente você pode comer mais vegetais e alimentos integrais, obter mais nutrientes e sentir-se mais saciado sem ultrapassar as necessidades calóricas do dia, o que evita o ganho de peso excessivo.

Lembre-se sempre: alimentos integrais têm grande volume de alimento e pouca caloria e isso faz com que a densidade calórica dos alimentos vegetais seja muito diferente dos de origem animal, o que significa que precisamos comer mais vegetais para ter mesma quantidade de calorias de um produto de origem animal.

Vamos ver exemplos práticos: 

1 pedaço pequeno de carne do tipo picanha com aproximadamente 86 gramas tem em torno de 200 calorias, para atingir essa quantidade de calorias por um alimento vegetal, por exemplo o feijão, é preciso 2 conchas, o que são 260 gramas de feijão!! Muito mais comida, não?! 

Aposto que você já deve estar se questionando se isso acontece com os laticínios também…

Vamos ver?

Apenas 3 fatias de queijo do tipo mozarela, quase 90 gramas, tem 300 calorias. E vamos combinar que essa é uma quantidade muito fácil de consumir, não é mesmo?

Agora para conseguirmos essa mesma quantidade de caloria por meio do tofu, que é um “queijo” à base de soja, é preciso quase meio quilo desse alimento, o que dão aproximadamente 12 fatias bem grandes de tofu. 

Percebe que ao retirar os produtos de origem animal da alimentação é preciso comer mais alimentos? Mas, não se assuste nem se preocupe se o seu prato ficar com mais comida, é normal. E agora você já entendeu o porquê! Existe uma boa diferença entre a densidade calórica dos alimentos vegetais e dos de origem animal. E consumir mais alimentos integrais e vegetais só traz benefícios para o organismo. 

Precisamos optar sempre pelos alimentos que tenham menor quantidade de calorias mas que ao mesmo tempo tem muito mais nutrientes como vitaminas e minerais! Isso é o mais importante.  

Algumas pessoas conseguem ingerir uma grande quantidade e volume de alimentos por refeição, enquanto outras não. Como a alimentação vegetariana tende a ser de menor densidade calórica, alguns vegetarianos precisam fazer refeições em intervalos menores. E assim alcançar suas necessidades calóricas durante o dia, e está tudo bem!

Mas se você ainda persiste com a sensação de fome aumentada com a dieta vegetariana, o que pode estar ocorrendo é que você não está comendo o necessário e suficiente para o que o seu corpo precisa. Ou que sua alimentação não esteja equilibrada. 

Procure ajuda profissional e mantenha seu corpo em equilíbrio. Siga uma alimentação vegetariana de forma segura.

  ⠀

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga nos no Instagram!