Gerar um bebê é um momento único na vida da mulher e um período que muitas mudanças ocorrem no corpo da mãe, como já conversamos em outros posts. Hoje, o que eu quero conversar com você é sobre o período pré-concepção. Será que é preciso fazer um planejamento para engravidar? Já parou para pensar  sobre isso?

Vamos fazer uma analogia. Quando vamos viajar nós fazemos uma programação. Pesquisamos o destino que queremos conhecer, os lugares e restaurantes que queremos visitar. A partir daí, arrumamos as malas. E essa mala tem que estar de acordo, não é mesmo? Não adianta levar biquini  para neve, nem botas para a praia. 

Quando pensamos em gestação é a mesma ideia que precisamos ter em mente. Precisamos planejar e organizar a saúde e os hábitos de vida dos futuros papais. É isso mesmo, do pai e da mãe! A saúde do homem também interfere muito no processo gestacional.
A saúde e hábitos dos homens e das mulheres tem relação direta na formação do feto, sabe o porquê? 

No momento da fecundação, o óvulo da mulher e o espermatozóide do homem carregam os hábitos de vida e hábitos alimentares de 3 meses antes. Ou seja, se o casal tem maus hábitos, eles podem interferir de maneira negativa no desenvolvimento do bebê e, também, na vida adulta dele. E o mais interessante é que esses hábitos geram consequências que vão repercutir em até três gerações à frente do pai e da mãe! Perceba como isso pode ser incrível.  Bons hábitos alimentares podem provocar uma influência positiva na saúde de nossos filhos e, também, nas gerações à frente deles.

Consegue perceber que a preparação para engravidar proporciona muitos benefícios tanto para os pais quanto para o filho que será gerado. Então não se esqueça:

O que você come hoje não é apenas o que você é, mas o que seu filho será, o que seus netos serão e até mesmo o que seus bisnetos serão!

Isso é lindo, não é mesmo? E também gera muito responsabilidade!

Já mostrei alguns motivos para você se planejar para engravidar.  Então, você decide que vai fazer esse planejamento. E surge a dúvida:
“Esse preparo precisa ser quanto tempo antes?”

A recomendação que temos para começar a fazer esse preparo é de no mínimo 3 meses antes de engravidar.  O ideal é fazer o preparo 1 ano antes da gestação. Você imaginava isso?!

Dentro desse planejamento todo encontramos a nutrição como protagonista. Por meio da alimentação, é possível organizar o corpo da mulher, para quando chegar a grande hora de engravidar, ela estar nutricionalmente preparada. Isto é, estar com os níveis adequados de vitaminas e minerais que são nutrientes essenciais para o bom desenvolvimento do feto, além de manter a mulher saudável durante os 3 trimestres da gestação. Isso é fundamental porque queremos que o filho e a mãe tenham saúde e energia para aproveitarem todos os momentos juntos. 

No período pré-gestacional temos alguns nutrientes chaves que, se não estiverem em níveis adequados, podem dificultar o processo da fecundação e posteriormente no desenvolvimento do feto. Vitaminas e minerais como zinco, selênio, ácido fólico e vitamina B12 precisam estar adequados.

Todos esses nutrientes associados com outros parâmetros laboratoriais são avaliados para que possamos atingir os níveis ideais para cada mulher e assim deixar o corpo em “ordem” para a fecundação. Com essa organização é possível proporcionar uma gestação tranquila e saudável para a mãe e para o feto. 

Quando se faz essa organização nos hábitos de vida e alimentares da mulher conseguimos reduzir as chances de a criança desenvolver diversas doenças crônicas (como alergias.). Existe impacto até mesmo as chances de infertilidade do futuro adulto que ainda está sendo gerado.

Veja que interessante, os hábitos dos pais podem interferir na fertilidade dos filhos. Por exemplo, o uso excessivo de plástico pelos pais pode fazer com que o filho, na vida adulta, tenha dificuldade em engravidar. Assim percebemos a real necessidade de entendermos a responsabilidade e necessidade de fazer um preparo antes da fecundação e período da gestação. 

O preparo pré-gestacional deve ser realizado de forma individualizada, pois cada mulher tem necessidades diferentes bem como uma história de saúde distintas. Porém, algumas dicas são gerais, e já vou deixar aqui para você que está pensando em engravidar:

  • Reduza o consumo de café;
  • Elimine o consumo de álcool;  
  • Capriche na sua alimentação! Consuma, todos os dias, uma grande variedade de frutas, legumes e hortaliças, quanto mais colorida for sua alimentação melhor.

Com essas simples dicas você já pode começar, hoje mesmo, a mudar seus hábitos até que consiga realizar um acompanhamento nutricional e avaliar todos os outros fatores que podem influenciar na pré-concepção. 

Então, lembre-se: a gestação é como se fosse uma viagem! 

Quer engravidar? Faça um planejamento, programe-se, é preciso melhorar alguns hábitos, não só os alimentares mas hábitos de vida como um todo. Busque por um nutricionista para fazer todo o roteiro de sua viagem. E assim você possa curtir esse momento da melhor maneira possível.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga nos no Instagram!